sábado, 23 de janeiro de 2010

Técnica de adesivagem*

Na 2a Semana de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz, que ocorreu em outubro passado, pude participar de uma oficina com o Professor Sassá.

PROFESSOR SASSA
Formado em Arte Educação pela FMU-SP, trabalhou como educador em escolas públicas e privadas, desenvolvendo atividades pedagógicas de forma divertida e utilizando matérias primas do cotidiano. Dirige o projeto educativo “Professor Sassá” há 3 anos, criando atividades lúdicas para desenvolver o saber através do fazer. Atuante na televisão brasileira, em setembro de 2009 estreou o programa Professor Sassá na Rede Brasil de Televisão, onde duas vezes por semana ensina ao telespectador como transformar objetos simples em obras de arte e transmite a importância do brincar para o desenvolvimento de diversas habilidades da criança. Criador da revista Professor Sassá, que trata Educação de forma lúdica e divertida.
(extraído daqui)
Foi muito legal! Ele é uma simpatia e ensinou algumas técnicas de utilização de sucata na elaboração de brinquedos.



Uma das técnicas é a de adesivagem e utiliza um produto chamado Squizz Adesivo.
As paredes do quarto da minha filha estão cheias dos adesivos que nós fizemos com essa técnica e fiz scrapbooking e vários vidros decorados com motivos natalinos para presentear no Natal.


Existem três formas de usar essa técnica:

1) Usando saco plástico de presente: pegue um saco de presente, com a estampa que quiser. Cubra toda a parte que quer "transformar" em adesivo, com abundância, mantendo a figura visível. Deixe secar por 12 horas. Para remover a estampa, vá levantando cuidadosamente com a unha das laterais para o centro, sem deixar que encostem, pois pode grudar e não tem como recuperar. Pode utilizar grudando em vidro, parede, canecas ou em papel, deixando secar para fixar melhor.
2) Personalizado: coloque qualquer desenho (gabarito) que quiser (de preferência os poucos detalhados) dentro de um saco plástico (desses para fichário). Cubra os contornos usando tinta relevo preta e deixe secar. Preencha os detalhes com a tinta relevo nas cores de sua preferência e deixe secar. Cubra toda a parte colorida com o squizz adesivo e deixe secar por mais 12h. Pode utilizar. (existem tintas lindas, brilhosas, com glitter e transparências)
3) Usando em tecido: utilize a primeira ou a segunda técnica, fixando o adesivo no tecido com cola pano. Dá para lavar.

Dicas:
Para manter protegido ou transportar, basta colocar os adesivos já secos entre películas plásticas ou dentro de saco plástico.
Pode colocar algum detalhe especial enquanto o adesivo está úmido, como olhinhos que movimentam.
Existe Squizz Adesivo de várias cores, mas só achei transparente, e já foi difícil! Sugiro procurarem em lojas de produtos para artesanato ou que entrem em contato com os revendedores que constam no site.

* - Alterei o título do post porque a técnica foi ensinada pelo Prof. Sassá, mas foi desenvolvida por outra pessoa, Eliane Tanelli. Parabéns!

Biscoitos amanteigados versáteis do Natal

A receita dos biscoitos amanteigados foi bem pedida aqui em casa.
Fiz bastante biscoito, em vidros decorados, para presentear. Uma parte da receita virou alfajor: bastou cortar em rodelas, rechear com doce de leite e banhar no chocolate (sugestão da Flávia, mãe da Gabriela).
A receita é a mesma da postada antes, por isso vou deixar o link e as fotos com o resultado das experiências.








O próximo post será de como fazer os adesivos para os vidros.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Cuca alemã

Inaugurei a minha batedeira planetária com a receita de cuca alemã da minha avó e valeu muito a pena!
A batedeira é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A!



A receita também deu super certo e como a cozinha estava muito quente, a massa cresceu demais. Rendeu três tabuleiros de cuca bastante altos, até um pouco mais altos do que eu gostaria, porque prejudica um pouco o sabor da massa.
Incluí alguns itens, porque tenho muita coisa em casa esperando para ser usada. Exatamente como minha avó faria, em suas criações e adaptações.
Como estava muito cansada naquele dia, depois de acabar de assar só tirei umas fotos básicas, porque ainda tinha que cortar tudo e guardar.
Recomendo, vale a pena!





Cuca alemã da Chris (adaptada da cuca alemã da D. Sophia)

Ingredientes:

Massa
- 1 kg de farinha de trigo;
- 1 1/2 copo (requeijão) de açúcar refinado;
- 3 ovos;
- 1 pitada de sal;
- 1 pitada de nóz-moscada ralada na hora;
- 1 pitada de canela em pó;
- 1 1/2 copo (requeijão) de leite quente (usei 1 copo quente e 1 morno);
- 1 1/2 copo (requeijão) de água quente (usei 1 quente);
- 2 colheres (sopa) de fermento biológico;
- 5 amêndoas raladas na hora (inclusão minha);
- 2 nozes raladas na hora (inclusão minha).

Farofa
- 2 copos (requeijão) de açúcar;
- 1 1/2 (requeijão) de farinha de trigo;
- raspas de 1 limão e o suco deste (usei um pouco menos);
- 1 pitada de sal;
- 2 colheres (sopa) de margarina (usei 50g de manteiga gelada);
- uma pitada generosa de canela em pó (inclusão minha);
- óleo de soja (usei de canola) até dar o ponto de uma farofa seca.

Modo de preparo:

Massa
Misture o fermento, o açúcar e entre 1/2 e 1 copo de leite morno. Reserve e espere formar uma esponja alta (uns 10 minutos).
Adicione 1 xícara de farinha e mexa. Espere crescer novamente, mais 10 minutos.
Adicione os demais ingredientes, aos poucos, mexendo entre uma adição e a outra (usei o batedor para massas médias, em forma de pá).
Cubra com papel filme e deixe crescer por 30 minutos, até dobrar de tamanho. Se a cozinha estiver fria, pode levar mais tempo.
Unte e enfarinhe três formas e divida a massa entre elas. A massa fica bem elástica, então, umedeça uma espátula (ou suas mãos) e espalhe, até uniformizar a altura (ou chegar perto disso).
Cubra com papel filme e deixe crescer novamente, até dobrar de tamanho ou pelo menos crescer bem (mais uns 30 minutos).
Depois é cobrir a massa com a farofa e algum outro ingrediente a gosto (veja abaixo) e levar para assar em forno pré-aquecido a 200° por cerca de 40 minutos (até a cobertura dourar, as laterais ficarem assadinhas e o palito sair seco).

Farofa
Para a farofa, misture os ingredientes (menos o óleo). Coloque fios de óleo e amasse novamente. O ponto é de uma farofa úmida e com pelotas.

Cobertura
Como foram três formas, dividi a farofa em três porções.
Fiz um tabuleiro da de farofa, um com bananas e farofa (como tinha poucas bananas em casa, as piquei em pedacinhos e adicionei depois de colocar a farofa) e um de chocolate meio amargo e farofa (usei 100g picadinho e misturei à farofa antes de cobrir a massa).

Veja todas as receitas de cuca alemã aqui.

Rocambole fácil

Essa receita é uma delícia e super simples de fazer.
Foi um presente da minha cunhada Milene, que manda super bem na cozinha!!
Ele fica bem fofinho e pode ser recheado com outros sabores, a gosto da pessoa. Fiz de doce de leite, mas acabou tão rápido que nem deu pra tirar foto...
Eu já tentei fazer antes, com outras receitas, mas não dava certo de jeito nenhum.
Animei tanto que estou pensando em fazer outros, usando as frutas secas que sobraram do Natal: nozes, pera, ameixa e damasco... vai ficar uma delícia!!
Mas antes tenho que acabar com as cucas e perder uns quilinhos extras... rsrsrs


Rocambole fácil

Ingredientes da massa:
- 5 ovos;
- 1 pitada de sal;
- 5 colheres (sopa) de açúcar;
- 5 colheres (sopa) de farinha de trigo;
- 1 colher (sopa) de fermento em pó;
- manteiga para untar.

Modo de preparo:
Bata as claras em neve com a pitada de sal.
Acrescente as gemas peneiradas, depois o açúcar e por último a farinha e o fermento.
Mexa delicadamente e leve para assar em forma (bem)untada e com papel manteiga (deixe um bom pedaço de papel manteiga sobrando).
Depois de assado, retire o bolo da assadeira, pelas bordas do papel manteiga. Enrole o bolo ainda quente, soltando em seguida. Ele vai ficar com a aparência estranha, mas é essa forma meio "torta" que permitirá a modelagem do rocambole.
Depois de frio, recheie a gosto, sem excessos, e enrole.

Observações:
Pode escolher o recheio a gosto: geléia de goiaba (ou goiabada derretida), brigadeiro, doce de leite, doce de nozes, etc. Devem ter uma consistência mais fina, para facilitar na hora de espalhar e para evitar que fique excessivamente doce.
Pode polvilhar com um pouco de açúcar de confeiteiro ou decorar com chocolate derretido e confeitos.

Na NOVA cozinha da Chris   © 2008. Template Recipes by Emporium Digital

TOP