segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Cuca alemã - 1a tentativa

Cuca é um bolo alemão fantástico que me remete à infância.
Me remete também aos queridos anos em que tivemos a vovó Sophia nos enchendo de carinho através da sua presença, atenção, incentivo e das comidas maravilhosas que preparava pra gente.
Todo dia tinha alguma coisa caseira pro lanche: pães, biscoitos, bolos, sagu, cucas, pães de queijo, "pizza", roscas, muitas delícias.
Nas festividades D. Sophia sempre preparava pratos especiais, como os amendoins doces em casquinhas de ovos cuidadosamente pintados por ela na Páscoa. O Natal não era Natal sem seus biscoitos cobertos com glacê e açúcar colorido, em formatos natalinos. E os bolos confeitados nos aniversários? Verdadeiras delícias.
As suas receitas não eram sofisticadas, eram simples e feitas a atacado. Eram quatro tabuleiros de Cuca de uma vez, quando não mais... nas festas da igreja ela sempre contribuía e suas delícias eram sempre bem disputadas.
Mas infelizmente ninguém conseguia nem consegue fazer como ela fazia, até porque essa é uma missão impossível. Na culinária da minha avó não havia receita nem medidas de referência. Ela misturava os ingredientes numa bagunça que só ela entendia, e dava certo.
Tentei muitas vezes comer cucas, mas nenhuma chega aos pés da cuca da minha avó. Agora decidi começar a tentar fazer algo parecido.
Pesquisei muitas, muitas receitas na internet e vou continuar garimpando e testando. Um dia chego lá...
A minha primeira tentativa foi a seguinte...


Cuca alemã
Retirada deste blog

Ingredientes e modo de preparo:

Ingredientes da 1. fase:
- 1 xícara (chá) de farinha de trigo;
- 1 envelope de fermento biológico seco instantâneo (10 g);
- 1/2 xícara (chá) de água;
- 1 colher (sopa) de açúcar.

Modo de preparo da 1. fase:
Misturar os ingredientes e deixar o fermento crescer por 30 minutos até formar uma espécie de esponja.

Ingredientes da 2. fase:
- 1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar;
- 1 pitada de sal;
- 1 xícara (chá) de leite;
- 1 colher (sopa) de óleo (não coloquei);
- 100 g de margarina derretida;
- 2 ovos;
- 4 xícara (chá) de farinha de trigo;
- raspas de limão (não coloquei);
- 4 castanhas do pará picadinhas (eu ralei no radador bem fino).

Modo de preparo da 2. fase:
Juntar numa vasilha grande a mistura anterior a estes ingredientes, mexendo até obter uma massa homogênea. Deixar crescer por 30 minutos. Untar duas assadeiras médias (eu usei uma forma grande, mas me arrependi, duas médias é melhor) e colocar a massa. Deixar crescer novamente, mais 30 minutos.

Ingredientes da 3. fase (alterei as quantidades e incluí ingredientes):
- 3 colheres de margarina culinária gelada;
- 10 colheres (sopa) de açúcar cristal orgânico;
- 4 colheres (sopa) de farinha de trigo;
- um pouco de açúcar de baunilha polvilhado com peneira;
- canela em pó peneirada.

Modo de preparo da 3. fase:
Misturar tudo e amassar com os dedos até formar uma farofa. Espalhar a farofa em cima das cucas pressionando a cobertura ao esfarelar, para formar "pelotinhas". Levar as cucas ao forno a 200 graus por 25 a 30 min ou até que um palito espetado no centro da cuca saia seco.

Opinião: O sabor da cuca ficou muito bom, mas estava mais fofa e alta do que eu prefiro. Da próxima vez vou fazer como sugere a receita, ou seja, usar duas formas médias ao invés de uma grande.
A cuca que tenho em mente é parecida com esse bolo. Pra mim, é uma cuca! Será a próxima tentativa!

(veja todas as receitas de cuca alemã aqui)

Risoto de carne de sol e abóbora


Esse risoto é rápido, fácil e gostoso.
Melhor que isso, só se fosse light!


Risoto de carne de sol e abóbora

Ingredientes:
- 1 xícara (chá) de Arroz Carnaroli Tio João;
- 3 a 4 xícaras (chá) de água fria;
- 1/2 cebola pequena ralada;
- 1/2 Caldo Knorr Vitalie de carne;
- 200g de carne de sol em pedaços pequenos, já refogada à parte;
- 200g de abóbora cozida (em pedaços ou já machucada/amassada);
- 2 colheres de manteiga;
- queijo ralado;
- sal a gosto;
- salsinha picada a gosto.

Modo de preparo:
Refogue a cebola com uma colher de manteiga, numa panela grande, de fundo grosso (usei Tramontina).
Adicione o arroz e frite por instantes. Adicione 1 xícara de água e mexa. Esfarele o Caldo Knorr e mexa novamente. À medida que evapora, adicione aos poucos a água. Após 10 minutos de cozimento, adicione a carne de sol e a abóbora. Mexa e continue adicionando água aos poucos. Continue mexendo até ficar cremoso e os grãos, macios. Se necessário, adicione sal. Adicione a manteiga restante, a salsa e o queijo. Mexa e sirva a seguir.
Rende duas porções.

Bolo-pão de banana e chocolate

Eu vi esse bolo-pão no blog da Patrícia Scarpin e estava esperando uma oportunidade de testá-lo.
Mais uma vez o resultado foi ótimo!
Chamei de bolo-pão porque me parece um bolo, mas ela chamou de pão.
Só apanhei um pouco das medidas que ela usou, porque são em gramas e aqui em casa não tenho balança culinária. Fiz uma "regrinha de três" e deu certo.
É fácil de fazer, nutritiva e dispensa batedeira!
É uma receita que será muito repetida!


Bolo-pão de banana e chocolate

Ingredientes:
- 1 e 3/4 xícaras (chá) de farinha de trigo;
- 2 colheres (chá) de fermento em pó;
- 125g de manteiga sem sal, amolecida (usei 100g, meio tablete culinário);
- 1 e 1/4 xícara (chá) de açúcar;
- 4 bananas maduras, cortadinhas em pedaços bem pequenos;
- 2 ovos, ligeiramente batidos;
- 1 colher (chá) de extrato de baunilha (o meu acabou, então usei "açúcar de baunilha" da Mix no lugar)
- 175g de gotas de chocolate amargo, meio-amargo ou ao leite (usei 1/2 xícara de gotas de chocolate Harald).

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte e enfarinhe uma forma de pão de forma.
Peneire a farinha e o fermento em pó em uma tigela grande.
Misture a manteiga, o açúcar, as bananas, os ovos, a baunilha e as gotinhas de chocolate em uma outra tigela.
Adicione aos ingredientes secos e mexa levemente, tomando cuidado para não misturar demais.
Despeje a massa na forma preparada e asse por 1 hora e 15 minutos – faça o teste do palito.
Deixe na forma por 5 minutos e depois inverta o bolo numa grade para esfriar.
Enquanto isso, pode curtir o cheirinho doce de banana, chocolate e baunilha tomando conta da cozinha...

Quibe delicioso!

Achar uma receita de quibe foi um árduo trabalho de garimpagem, pois a maioria das receitas é de quibes assados.
Fui pegando alguns ingredientes daqui, outros dali e montei uma receita de quibe que ficou bem gostosa, com ou sem recheio. Recheei com queijo e com carne moída, mas o simples também ficou muito bom.
Optei por utilizar tempero pronto, pois não gosto muito da textura que a cebola e o alho ralados deixam nas almôndegas, hamburgueres e quibes. Coloquei só um pouco de cebola e o resto é a gosto, com o tempero pronto. (olha eles aí embaixo, prontinhos para serem congelados)




Quibe da Chris

Ingredientes:
- 1 ovo;
- 500g de carne moída (coxão duro);
- 250g de trigo para quibe;
- 2 colheres (sopa) de hortelã muito bem picado;
- 1/2 cebola pequena ralada;
- 1 pitada de canela em pó;
- pimenta do reino moída a gosto;
- tempero pronto (alho, sal e cebola) a gosto;
- óleo para fritar.

Modo de preparo:
Lave bem o trigo para quibe e deixe-o de molho por três horas.
Esprema o trigo aos poucos com o auxílio de uma peneira, para que fique bem sequinho.
Coloque numa vasilha grande, bem soltinho. Adicione os demais ingredientes e misture muito bem, com as mãos, até que dê "liga".
Modele os quibes, com ou sem recheio.
Frite em óleo muito quente, usando uma panela alta e antiaderente.
Escorra o excesso de óleo com papel toalha e sirva ainda quente.

Um bacalhau em três versões

A minha sogra me deu um quilo de bacalhau há semanas e eu ficava me perguntando o que fazer com tanto bacalhau, porque um quilo de bacalhau rende muito. Pensei em duas alternativas: ou eu fazia um prato e ficava requentando até acabar (ai credo!!) ou dividia em receitas diferentes. Escolhi a segunda opção!
Dessalguei o bacalhau pacientemente, durante três dias. Tirei pele e espinhas e desfiei todo ele.
Foi o suficiente para fazer bolinho de bacalhau, quiche e suflê.
O bolinho foi por pensar que seria um bom acompanhamento do jogo Argentina X Brasil no sábado e ter visto uma receita fácil na Cláudia Comida & Bebida de setembro. A quiche foi uma adaptação das sobras dos bolinhos e o suflê foi por precisar de um acompanhamento pro almoço.
Ficou tudo bem gostoso, modéstia à parte!


Bolinho de bacalhau
(adaptado da receita constante do encarte Cláudia Comida & Bebida de Setembro)

Ingredientes:
- 500g de bacalhau sem pele e sem espinha dessalgado;
- 3 batatas médias sem casca, cozidas e amassadas;
- 4 ovos (gemas e claras separadas);
- 3 colheres (sopa) de salsinha picada;
- 2 colheres (sopa) de azeite extravirgem;
- sal e pimenta do reino a gosto;
- óleo para fritar.

Modo de preparo:
No processador, bata bem o bacalhau. Em uma tigela grande, misture com a batata, as gemas e a salsinha. Tempere com sal e pimenta. Na batedeira, bata as claras em neve. Junte delicadamente, com o auxílio de uma colher, à massa do bacalhau.
Em uma panela, aqueça bem o óleo. Com duas colheres, forme os bolinhos. Frite-os até que dourem por igual. Deixe escorrer sobre papel absorvente e sirva.
Rende bastante! Fritei 2/3 da massa, uns 60 bolinhos.


Quiche de bacalhau
(basicamente a mesma receita daqui)


Ingredientes do recheio:
- 1/3 da receita acima (como rendeu bastante, não fritei tudo e guardei numa vasilha fechada na geladeira);
- 1 colher (sopa) de azeitonas picadas;
- 1/2 caixinha de creme de leite.

Ingredientes da massa:
- 3 xícaras de farinha de trigo;
- 1 colher (chá) de fermento em pó;
- 1 xícara de manteiga gelada, picada (200g);
- 1/2 xícara de leite;
- 1/2 colher (chá) de sal.

Modo de preparo:
Misture os ingredientes do recheio e reserve.
No processador, prepare a massa, juntando a farinha, o fermento e a manteiga. Pulse até obter uma farofa. Junte o leite, o sal e bata até obter uma massa homogênea.
Divida a massa em bolinhas e abra na forminha de mini-quiche, preenchendo a base e as laterais.
Acrescente uma colher (sopa) cheia de recheio, alisando. Leve para assar em forno pre-aquecido a 200 graus até dourar ou até as laterais estarem firmes. Desenforme e sirva.
Rendeu 12 mini-quiches.


Suflê de bacalhau

Ingredientes:
- 1 xícara (chá) de bacalhau desfiado;
- 2 colheres (sopa) de Maizena;
- 50g de queijo ralado (um pacote pequeno);
- 2 xícaras (chá) de leite;
- 2 ovos;
- 2 colheres (sopa) de azeite extravirgem;
- 2 colheres (sopa) de salsinha picada;
- 1 colher (sopa) de fermento em pó.

Modo de preparo:
Misture tudo com auxílio de mixer ou liquidificador. Assar em forma de vidro, untada com azeite.
Rende 4 porções.

Na NOVA cozinha da Chris   © 2008. Template Recipes by Emporium Digital

TOP