sábado, 29 de agosto de 2009

Dicas culinárias de Ilhéus


Gente, se eu nascesse de novo seria nordestina!
Por ter ido muito pro Ceará na infância e pela permeabilidade dos meus pais à cultura nordestina, cresci apreciando a região, seus produtos e cultura.
Casar com um nordestino foi o qua faltava para selar essa paixão.
Pela sétima vez, fomos ao Nordeste. Dessa vez, o destino foi Ilhéus, onde passeamos muito e comemos super bem!

Recomendo o Hotel Aldeia da Praia, onde ficamos, que oferece uma hospedagem acolhedora e serviços muito bons. O café da manhã e as refeições são muito bem preparados e deliciosos!

Na Praia dos Milionários, gostamos mais da barraca Soro Caseiro e experimentamos num domingão o farto e popular Cantinho Caipira, onde o cliente come o que der conta, pagando R$ 12,00 por pessoa.

Um restaurante muito acolhedor, dica do taxista Antônio, foi o Barrakítika. O jantar de boas-vindas, no dia em que chegamos, estava ótimo. Os preços também são bons, justos, e o proprietário é uma simpatia!

Mas o grande destaque gastronômico da viagem foi o Restaurante Cabana da Empada, dica do Guia 4 Rodas que recomendamos, no caminho entre Itacaré e Ilhéus (extatamente entre Serra Grande e Ilhéus). Íamos comer empadas, mas acabamos almoçando e não cabia mais nada depois do Bobó de Camarão fantástico que eles serviram. As empadas ficaram para a próxima viagem... Uma dica importante: eles não aceitam nenhum cartão, só dinheiro ou cheque.

Os fãs vão me desculpar, mas não vi nada de mais em Itacaré... sinceramente, gostei mais da Praia dos Milionários de Ilhéus e de Olivença. Mas o passeio foi muito legal, pela Mata Atlântica, pelo visual fantástico do caminho, pelo Cabana da Empada e pela visita à fábrica de chocolate "Chocolate Caseiro Ilhéus".

O passeio à Fábrica de Chocolate é bem diferente do anunciado... eles abrem duas janelas por onde podemos acompanhar a fabricação dos bombons. Só isso! Mas a lojinha tem uma grande variedade de produtos e dá pra tirar umas fotos da Fazendinha de Cacau Renascer e na montagem de Gabriela e Nassib. O chocolate gelado é de dar água na boca... ótimo!



Próximo à linda Catedral de São Sebastião, no Centro, podemos encontrar um ponto de venda do Chocolate Caseiro Ilhéus; a sorveteria Ponto Chic, que oferece variados sabores a R$ 2,00 a generosa bola e o tradicional Bar Vesúvio, onde podemos tirar uma foto junto a "Jorge Amado".





Pertinho dali, na "Praça da Irene", provamos o "Acarajé da Irene" e o "Kibe do Nassib". Sem comentários... delícias como essas, num final de tarde fresquinho, em frente ao mar...



quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Cupcake de chocolate e morango especial de aniversário




Desde que comi na Vintage Cupcakes fiquei intrigada em como eles fazem a ganache super leve dos bolinhos.
Tem que ser leve mesmo, pois o muffin deles é grande e a cobertura então... caprichada.
Eu adoro os bolinhos e a minha mãe faz uma geléia fantástica de morangos (aliás, tudo o que minha mãe faz é muito, muito gostoso e o meu pai também não deixa por menos, cozinha super bem). Todo ano, na época, são paneladas e paneladas de geléia, para atender aos anseios dos filhos, genros, nora e netos.
Quando minha mãe fez a geléia, já pensamos em colocá-la nos bolinhos e ficou muito, muito bom!
Peguei umas dicas na internet sobre como rechear e de ganache e fiz esses bolinhos especiais pro aniversário do Vladimir. Como eu prefiro chocolate ao leite ao meio-amargo, adaptei a receita.
Para não ficar repetitivo, sugiro que acessem a receita-base de muffins e sigam o passo-a-passo:


Muffin de chocolate e morango

Massa
Uma receita de mini-muffins, a partir da receita-base.
Depois de deixar esfriar os bolinhos (se eles tiverem sido feitos na véspera fica melhor), abra pequenos cones na cobertura com o auxílio de uma faca com ponta.


Preencha os buracos com a geléia de morango e espere "assentar" o recheio por alguns minutos. A massa vai absorver parte da geléia e ficará molhadinha.


Ganache de chocolate

Ingredientes:
- 400g de chocolate ao leite
- 200g de creme de leite (uma caixinha pequena)

Modo de preparo:
Corte o chocolate em pedaços médios e derreta em banho-maria. Verifique se a temperatura está mediana (não deixo nem muito quente nem muito frio) e acrescente aos poucos o creme de leite em temperatura ambiente, mexendo bem. Quando tiver incorporado, leve à geladeira por uma hora aproximadamente.
Coloque o adaptador Wilton grande e o bico 1B ou 1M no saco de confeitar descartável e a ganache. Antes de usar, certifique-se de que não existem bolhas de ar, pois senão a cobertura vai apresentar 'falhas' e prejudicará o visual.
Cubra os bolinhos e acrescente, pouco antes de servir, metade de um morango (não coloque muito antes, pois os morangos podem murchar ou melar a cobertura).
Eu não coloquei muita cobertura, pois o gosto de chocolate da ganache é bem forte e sua consistência não é cremosa como a da Vintage, que parece um chantily firme. É uma questão de gosto.

Dica sobre os bicos:
Pode-se usar o bico Wilton 1M ou 1B (usei o 1B, mas nas revistas da Wilton vejo sempre o pessoal usando o bico 1M). O bico 1M estava em falta onde compro os meus.

Sugestão de outros blogs com idéias legais
:
Chocolatria
Site gourmet
Cupcake.ito

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Focaccia de parmesão e manjericão



Há tempos paquerava a receita da Focaccia da Patrícia Scarpin, esperando uma oportunidade de fazê-la.
A oportunidade surgiu: o aniversário do Vladimir! As pessoas tinham que ter uma opção para beliscar, já que eu sabia que ia me enrolar com os preparativos.
Fiz como a Patrícia, mas deixei mais tempo que o previsto, porque estava fazendo outras coisas ao mesmo tempo e acho que massa tem que crescer bastante!
Alguns outros diferenciais: como não tinha orégano mas tinha manjericão, usei o que tinha; usei parmesão fresco ralado em ralo grosso na hora, o que deu um sabor super especial; não usei pimenta desta vez, por causa das crianças; como não tenho batedeira planetária, fiz à mão mesmo, misturando e sovando a massa e também dividi a massa em duas formas grandes ao invés de uma. Acho que acertei nas mudanças, pois ficou ótimo!
A única coisa que não ficou legal foi o papel manteiga, que grudou! Como comemos apenas uma das focaccias, deixei a outra numa embalagem fechada e comemos no dia seguinte. O papel manteiga saiu sem dificuldades com a focaccia amanhecida.
Essa é uma receita que fica ótima no dia seguinte! Basta quardar bem fechada e aquecer um pouco no forno convencional antes de comer... fica como fresquinha e com o sabor ainda mais apurado.


Focaccia de parmesão e manjericão (ou orégano)

Ingredientes:
- 1 colher (sopa) de fermento biológico seco;
- 1 colher (sopa) de açúcar;
- 1 ½ xícaras (375ml) de água morna (a 40-45ºC);
- 1/3 xícara (125ml) de azeite de oliva, e um tantinho extra para untar;
- 1 ½ colheres (chá) de sal;
- 4 a 4 ¼ xícaras (625-670g) de farinha de trigo;
- 3-4 colheres (sopa) de folhas de manjericão (ou orégano fresco);
- pimenta moída na hora;
- 4 colheres (sopa) de parmesão ralado.

Modo de preparo:
Numa tigela grande coloque ½ xícara (125ml) da água morna, polvilhe o fermento e 1 pitada do açúcar por cima da água e misture para dissolver. Reserve em temperatura ambiente até que uma espécie de espuma se forme, cerca de 10 minutos.

Acrescente a xícara de água morna (250ml) e o açúcar restantes, ¼ xícara (60ml) do azeite, o sal e 1 xícara (155g) da farinha. Misture tudo até ficar cremoso. Junte 1 xícara (155g) da farinha e misture novamente.

Junte a farinha restante – vá acrescentando ½ xícara (75g) por vez – até obter uma massa macia que se desprende das paredes da tigela. Continue sovando a massa, acrescentando 1 colher (sopa) de farinha se a massa grudar até que a massa fique úmida, macia e levemente grudenta. Cubra a tigela com plástico ou filme PVC e deixe crescer por 20 minutos.

Forre uma assadeira retangular grande com papel manteiga e unte-o levemente com azeite de oliva. Coloque a massa sobre o papel e, com as mãos untadas de azeite, pressione e estique a massa num formato ovalado, de 2,5cm de espessura. Cubra novamente com plástico e deixe crescer, em temperatura ambiente, até que dobre de tamanho (cerca de 1 hora). A espessura passará para 5cm.

Usando as pontas dos dedos, faça buraquinhos de 2,5cm de profundidade em toda a superfície da massa – afunde os dedos até quase chegar à assadeira. Regue com o restante do azeite medido. Cubra com plástico mais uma vez e deixe crescer em temperatura ambiente por 30 minutos.

Pré-aqueça o forno a 220ºC.

Polvilhe a focaccia com as folhas de manjericão (ou orégano), a pimenta* e o parmesão. Leve ao forno e asse até que doure, entre 20 a 25 minutos. Verifique se o fundo do pão está dourado também – se ainda estiver branquinho, asse por mais alguns minutos.

Transfira a focaccia para uma gradinha (faça isso usando o papel) e deixe esfriar.

Sirva morninha ou em temperatura ambiente, em fatias ou quadrados.

* não usei desta vez.

Na NOVA cozinha da Chris   © 2008. Template Recipes by Emporium Digital

TOP