terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Sobre Julie & Julia

Não poderia deixar de comentar essa parceria, depois de tanta mobilização no universo de blogueiras metidas a cozinheiras, ou será de cozinheiras metidas a blogueiras? Bem, a ordem não importa!
O que importa é que achei o filme uma graça! A Meryl Streep está ótima e foi muito bom conhecer um pouco da história da batalhadora e perseverante Julia Child. Mesmo sem ter assistido a qualquer um dos seus filmes, me arrisco a dizer que a composição foi muito bem feita, ficaram aparentemente bem semelhantes.
A personagem da Julie Powell também é bem simpática e desperta facilmente identificações com as blogueiras de plantão, inclusive eu. Teria sido tudo lindo, se não fosse ter lido o livro antes...
O livro foi um presente fofo do meu maridão, que estava super contente em me fazer essa surpresa, mas a cada dia ele ficava mais desapontado com o efeito. Quando me perguntava o que estava achando da leitura e ouvia um "mais ou menos", sua frustração era clara. Por mais que eu tentasse disfarçar, ai, gente, não dá! Um dia ele até pediu desculpas pelo presente de grego... ai tadinho!
Vamos ao livro...
A Julie Powel é muito sem-noção pro meu gosto... se achava uma pessoa fantástica por cozinhar as receitas prontas e aparentemente acreditava que merecia muito, muito reconhecimento.
Tudo bem que cozinhar um livro inteiro, receita por receita, não é para qualquer um, mas e o trabalho da Julia Child por longos 8 anos? Três chefs juntas, criando, várias horas por dia, durante anos, e batalhando por um ideal e uma publicação, isso sim é fantástico.
Tirando os muitos palavrões desnecessários e as ofensas à Julia Child (fatores que devem ter pesado muito para a chef não ter gostado da idéia), uma coisa particularmente me incomodou... a sujeira!
Não, não, não... podem me chamar de neurótica, mas cozinha e sujeira não combinam.Cozinheira suja, cozinha suja e comida francesa então...
Eu ainda não me acostumei sequer a ver Ratatoulle, que é uma animação sobre um ratinho Chef de cozinha, imagine ler sobre uma pessoa real, que em vários momentos faz menção a muita sujeira, louças pelo chão, pêlo de gato por toda a parte e até larvas embaixo do escorredor de pratos. A exposição das intimidades do casal (ou da falta delas) e dos amigos também é desnecessária, a meu ver. Enfim, eu podia ter ficado só no filme.
Para quem, como eu, está me achando muito chata em pensar assim, vi na internet que não sou a única...
Vi também que não fui a única pessoa a associar a Julie Powell a Bridget Jones... rsrsrs
Ahhh, uma coisa muito legal que aconteceu nessas pesquisas foi achar este post, que contém a receita do tão falado Boeuf Bourguinon.

0 comentários:

Na NOVA cozinha da Chris   © 2008. Template Recipes by Emporium Digital

TOP